Garimpeiros fecham PA-275 em protesto contra proibição de exploração de manganês

06.04.2018

 

Garimpeiros ligados a Cooperativa de Mineradores e Agronegócio de Curionópolis (Coomab) interditaram agora a pouco a rodovia PA-275, em Curionópolis. Eles dizem que só desbloqueiam a rodovia após alguém da mineradora Vale for até lá conversar com eles.


Eles querem que a mineradora ceda para eles a concessão para a exploração de manganês em áreas de Curionópolis, Parauapebas, Marabá e Eldorado do Carajás. É que as áreas, onde há o minério e que eles estão explorando irregularmente, pertencem por direito de lavra a Vale.


Eles estão revoltados porque ontem, 5, a Polícia Federal iniciou uma operação de fiscalização nessa região contra a exploração ilegal de manganês. Ontem, a operação foi realizada na região do Alto Bonito, onde há exploração do minério nas áreas do Sereno, Curionópolis, e da Vila União, em Marabá.


Na operação de ontem, segundo a Cooperativa de Mineradores e Agronegócio de Curionópolis (Coomab), foram apreendidos caminhões e britadores usados na exploração do manganês, assim como os garimpos foram fechados. O cooperativa admite que o minério vem sendo explorado de forma irregular, porque eles nunca conseguiram licença de exploração.


Segundo o presidente da Coomab, Juscelino Kubitschek Pereira da Silva, eles já solicitaram a mineradora Vale a cessão da exploração do manganês, mas até agora não tiveram nenhuma resposta da empresa. Por isso, eles decidiram, após reunião realizada hoje, interditar a PA-275 até que alguém da empresa converse com eles sobre o assunto e possam encontrar uma saída.


Ele diz que mais de 500 famílias estariam vivendo da exploração de manganês, de forma irregular, na área pleiteada pela cooperativa. “Só queremos nos regularizar”, afirma.  

 

 Fotos: Divulgação
 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload


Copyright © DilzzanNews -  Todos os direitos reservados.

E-mail: dilzzannews@gmail.com