VALE inicia testes com SUPER TREM de 660 vagões

01.11.2017

 

A Vale iniciou na semana passada o primeiro teste, na ferrovia Carajás, de um dos maiores trens do mundo, que vai dobrar a capacidade de transporte de minério no complexo mineral de Carajás.

 

Trata-se de um trem composto por 660 vagões e 06 locomotivas, atualmente o trem já tem 03 locomotivas e 330 vagões no total, há cerca de 10 anos atrás a VALE já tinha ampliado a capacidade de transporte na mesma que era de 220 vagões.

 

O teste ocorreu no trecho entre os municípios de Alto Alegre e Açailândia, segundo informações, esse foi apenas o primeiro teste de vários que deverão ocorrer para que o trem possa começar a operar efetivamente com essa nova capacidade.

 

 

Essa duplicação na capacidade de transporte de cargas, tem uma série de projetos acessórios, a duplicação da estrada de ferro possibilitará a efetivação desse projeto que poderá acelerar a exaustão das minas de ferro Carajás e Canaã dos Carajás.

 

 

A mineração tem sido alvo de grandes debates, em níveis locais, regional e nacional, a CEFEM está em debate no congresso nacional, o governo pretende dobrar a alíquota de cobrança do ferro que poderá ser de 4% da produção bruta, também se discute a melhor distribuição desses recursos arrecadados entre os municípios mineradores, que são penalizados com graves problemas sociais e ambientais.

 

 

Quais serão os impactos que essas acelerações na extração das minas de Carajás poderão trazer para as economias locais? A pequeno prazo um aumento na arrecadação, mais que pode significar o esgotamento mais rápido das reservas minerais, além dos impactos nas comunidades que moram as margens da estrada de ferro.

 

 

Como as instituições do poder executivo legislativo e judiciário, vão tratar esse novo projeto de ampliação na exploração das riquezas minerais de nossa região? Primeiro é importante dizer que a mineração é importante, mas ela precisa ser também um mecanismo de desenvolvimento regional e que necessariamente deve ser bem acompanhada pelo poder público.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload


Copyright © DilzzanNews -  Todos os direitos reservados.

E-mail: dilzzannews@gmail.com